Tag: ‘compras’

Amo brincos!

19 de maio de 2010 - quarta-feira - 21:42h   •   Categoria(s): Lia

Eu posso não ser fashion, não manjar nada de moda, não fazer as unhas, não usar nem corrente, nem pulseira nem anéis.
Mas eu não posso sair de casa sem brinco!!!!!

Tem gente que usa sempre o mesmo par de brincos, lindinho, confortável, toma banho com ele, dorme com ele e não troca com frequência.
Eu não… Pra mim, banho e brinco não combinam. Cama e brinco também não. Às vezes, casa e brinco podem não combinar, dado que tem ocasiões em que eu simplesmente quero arrancar os brincos da minha orelha assim que piso no meu quarto.
Mas não saio na rua de orelha pelada. Me dá neura, meu cérebro trava, me sinto a pessoa mais feia do mundo, haha! É como se estivesse faltando uma parte essencial do meu ser. rs…

Meu estilo de brinco são os que parecem mais pattyzinhas, delicados, mas não necessariamente discretos. Eu os classificaria como “urbanos“!
E detesto brinco com cara de artesanal, ou com pedras foscas coloridas, meio hippongos, com metal envelhecido. Nada que me lembre coisa rústica.

Aí outro dia eu dei uma passadinha rápida na Ladeira Porto Geral. Tinha ido uma vez só, antes, quando era criança, com a minha mãe. Não fiquei zanzando. Fui numa loja só, olhei o que me agradava e não pensei 2 vezes.
Taí o resultado…

Chaveirinhos da Hello Kitty – Todaiji

8 de maio de 2010 - sábado - 14:17h   •   Categoria(s): Cultura japonesa

Todaiji ou Tōdai-ji (東大寺 – Grande Templo do Leste) é um templo budista localizado na cidade de Nara, no Japão. O daibutsuden (大仏殿 – Hall do Grande Buda) é a maior construção de madeira do mundo, e abriga o Grande Buda, chamado pelos japoneses de Daibutsu (大仏).
Foi construído no Século VIII.
O que impressiona no Todaiji não é só a beleza ou a importância histórica/cultural, mas também o tamanho. Reparem ao fundo, as portas do edifício, e vejam como as pessoas parecem formiguinhas.
Dando um zoom somente em uma das portas, dá pra se ter noção da grandeza do lugar.
Imagino que todo mundo que visita o Todaiji tenha dificuldades para conseguir mostrar em foto o quão gigantesco é o Daibutsu. Na foto abaixo, estou eu no canto esquerdo e mais 2 pessoas, perto do “muro” branco. Percebem que este muro é mais alto que um ser humano, certo? Notem também a cerquinha de madeira vermelha logo em cima.
As medidas do Buda são:
Altura: 14,98 m
Rosto: 5,33 m
Olhos: 1,02 m
Nariz: 0,5 m
Orelhas: 2,54 m
Na época, eu dizia que a mão do Buda devia ser da minha altura, achando que o Buda era tão grande que podia se comparar ao meu extraordinário tamanho. Haha, tolinha… Essa mão deve ter pelo menos o dobro da minha altura!
Como eu não achei nenhuma figura que prestasse na internet, eu tirei foto de um desenho que tem no meu guia sobre o Japão, que mostra a estrutura do prédio e do Buda. Lembram do muro branco e da cerquinha vermelha, logo em frente à estátua? Estão vendo também no desenho? Agora dá pra ter uma breve noção do tamanho, né?

Punta Cana – comprinhas

28 de abril de 2010 - quarta-feira - 21:21h   •   Categoria(s): Viagens

Porque não só de passeios e belas paisagens que vive um turista, né? ^_~

A bebida típica da região, como vocês devem imaginar, é o rum.
A marca mais famosa é a Brugal. Segundo eles mesmos, “O nosso preferido é hoje admirado pelo mundo”. E aí tem as variações de acordo com a idade, a pureza, sabor: Blanco, Carta Dorada, Añejo, Extra Viejo e Titanium.
Eu comprei o Blanco mesmo.
Um outro rum que era muito bebido e muito falado era a Mamajuana. Além do rum propriamente dito, tem mel e ervas. Dizem que é afrodisíaca, que tem efeitos similares ao do Viagra, hehehe.
Eu comprei uma caixinha com 6. Já dei 4 de presente e pretendo manter uma pra mim, rs.

Na República Dominicana também se fabricam charutos artesanalmente. Apesar de não curtir muito charutos, comprei uma caixinha dos mini de baunilha.

Há também, dentre as coisas típicas, uma pedra chamada larimar. Ela é encontrada somente na República Dominicana e foi descoberta em 1974. Chama-se larimar porque o nome da filha do descobridor era Larissa, e por ter a cor da água do Mar do Caribe, onde foi encontrada.
Eu comprei um par de brincos, com a pedra bem pequenininha.

De resto, comprei algumas coisas “pop”, não-típicas.
Tipo, quando eu era adolescente, sempre via os boyzinhos e as pattyzinhas da minha sala virem com aquelas camisetas basiconas da Hard Rock de Los Angeles, Miami, Orlando, a puta-que-o-pariu, e morria de inveja.
Hoje eu acho até meio brega querer mostrar que foi pro exterior ostentando alguma coisa da Hard Rock… mas pô, eu sou noob, dá um desconto, é minha primeira vez, hehe.
Pelo menos eu não comprei aquela camiseta branca com o símbolo em marrom e amarelo. rs…
E uma caneca, porque eu estou começando a gostar de canecas… =P
E buttons, só pra fazer uma pressão distreta…
Essa bolsa, putz, me apaixonei por ela assim que eu vi. Tinha também em branco e rosa.No frixóp, já no Brasil, comprei uns perfumes de encomenda…
… e também alguns itens “bunda”, tipo rímel, demaquilante, chiclete e chocolate Lindt, hehehe.
Essa lata é só de bombons ao leite e com avelã.

Chaveirinhos da Hello Kitty – Castelo de Ōsaka

31 de março de 2010 - quarta-feira - 09:39h   •   Categoria(s): Cultura japonesa

O Castelo de Ōsaka (大阪城 – Ōsaka-jō [ôossaka-jyôo]) é um dos castelos mais famosos do Japão. Encontra-se no distrito mais central da cidade de Ōsaka, no interior do Parque Público do Castelo de Ōsaka (大阪城公園, Ōsaka-jō kōen).
O castelo foi construído entre 1583 e 1598. Ao longo dos séculos de sua existência, foi tomado por clãs adversários (1615), parcialmente destruído por um incêndio causado por um raio (1665), queimado durante conflitos civis (1868) e danificado por bombardeios na II Guerra Mundial (1945), sendo dessa forma reconstruído diversas vezes.
Hoje, o Ōsaka-jō é uma reprodução do edifício original, com adição de elevadores para facilitar o acesso de pessoas com mobilidade reduzida. No seu interior há, na verdade, um museu, onde se conta a história da construção do castelo, da vida dos samurais relacionados a ele e das guerras entre clãs.
No topo do castelo é possível ter uma visão 360° dos arredores.

LG GT360

17 de março de 2010 - quarta-feira - 21:36h   •   Categoria(s): Recomendações... ou não!

Já faz quase 3 meses que eu comprei esse celulito e continuo apaixonada por ele!
Comprei numa situação de emergência, extrema necessidade (sei…), em que ia viajar pro interior pra passar o Ano Novo e ia ficar sem internet. =P
A princípio, seria pra usar pro Twitter e pro MSN, mas acabou que não tenho saco nem tempo de ficar no MSN fora de casa, e no Twitter eu entro de vez em quando.
Perfeito mesmo é na hora de escrever sms! Não preciso mais me submeter à palhaçada de ficar tic-tic-tic-tic apertando mil vezes a mesma tecla e ficar com noia de querer mandar mensagem curta por pura preguiça de tic-tic-tic-ticar. Outra que também não dependo mais de dicionário T9 nenhum. Dá pra escrever em inglês, nihongo, escrever errado, é uma beleza!
Fora que ele é rosa! Rooooosaaaa! Eu já tava ficando neurótica de ficar sem celular rosa por tanto tempo!
De tanto que eu gosto dele, não podia deixar de colocar umas fotinhos.
Enfeite de celular, em nihongo, é 携帯ストラップ (keitai strap, ou keitai sutorappu).
Teclado QWERTY essencial!
Detalhe do keitai strap que eu comprei em Kyoto, no Kinkakuji.
Pra quem acha excessivo ter um smart phone, taí uma boa pedida.