Tag: ‘História’

Férias 2011: Mérida

11 de maio de 2011 - quarta-feira - 22:00h   •   Categoria(s): Viagens

O post é curto, com poucas fotos, pois Mérida foi a primeira cidade que visitamos da Espanha.

Saindo de Portugal; Ponte 25 de Abril

Espanha: “pra lá!”

Mérida foi fundada em 25 a.C. com o nome de Emerita Augusta.
Herança da ocupação romana, possui um dos principais e mais extensos conjuntos arqueológicos da Espanha. Em 1993, foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Aqueduto dos Milagres

Ruínas arqueológicas

Comentando Livros #38

22 de agosto de 2010 - domingo - 20:44h   •   Categoria(s): Comentando Livros

Título: O Mistério 2012 – Predições, Profecias e Possibilidades
Autor: Gregg Braden
Ano: 2009
Descrição: O que vai acontecer em 2012? 21 de dezembro de 2012. O calendário maia previu que nesse dia poderá ocorrer o fim da Terra, segundo alguns. De acordo com outros estudos, no entanto, essa data enigmática marcará a transição para uma nova era sociopolítica da humanidade, um passo à frente na nossa evolução. Estamos mesmo chegando ao final dos tempos ou ao encerramento de um ciclo cósmico? Haverá um despertar espiritual da raça humana ou uma transformação física do planeta? Será 2012 o ano do nascimento de um mundo novo ou do Apocalipse?
Escala-Lia:
Comentário: Um pouco depois de assistir o filme 2012, eu resolvi que queria saber, de modo decente, o que era realmente toda essa história de caledário maia, fim do mundo e etc. Fui na livraria, peguei uns 5 ou 6 livros que tinham o número “2012″ na capa e folheei para escolher um. Na verdade, este livro é composto de uma série de textos e ensaios, analisando ou explicando o assunto 2012 sob diversos aspectos, como Política, Misticismo, Economia, Astronomia… Alguns textos são bem interessantes, outros bastante viajantes (”Esse autor inalou todas antes de escrever isso!”), alguns enfadonhos e alguns bem nerds. Vale muito a pena para esclarecer de vez que não tem nada a ver com o filme – apesar da capa ser igual – e que a Terra não vai explodir no dia 21/12/2012.

386 páginas

Moedas japonesas

25 de julho de 2010 - domingo - 18:11h   •   Categoria(s): Cultura japonesa

O yen pode ser simbolizado das seguintes formas:
. kanji: 円 (pronúncia em japonês: “en“)
. símbolo latinizado: ¥
. códigos ISO 4217: JPY e 392

Atualmente, no Japão, são 6 valores de moedas que circulam: 1, 5, 10, 50, 100 e 500 yens.
A imagem abaixo mostra o anverso e o reverso (respectivamente) das moedas japonesas.

O anverso mostra uma figura representativa do Japão, o nome do país no topo (日本国 = Nihon koku = Estado do Japão) e o valor em kanji na base.
O reverso mostra o valor da moeda em números arábicos e o ano de cunhagem.
A exceção é a moeda de 5 yens, em que o nome do país está no reverso e não possui o valor da moeda em números arábicos.

O ano da cunhagem exibido no reverso das moedas são contados de acordo com o Período ou Era do Reinado do Imperador do Japão:

ERA IMPERADOR ANO 1 ÚLTIMO ANO
Meiji Mutsuhito 1868 1912
Taishō Yoshihito 1912 1926
Shōwa Hirohito 1926 1989
Heisei Akihito 1989 -

1 yen
Reverso:
Anverso: muda, árvore jovem. O fato de uma jovem árvore crescer simboliza o dinheiro, que também pode crescer, apesar de ser uma moeda de apenas 1 yen.

5 yens
Reverso:
Anverso: espiga de arroz, engrenagem, água. O arroz é um dos principais itens da alimentação japonesa. “Cinco yens” em japonês (go-en) tem a mesma sonoridade de “destino”, sendo esta a razão para as pessoas guardarem esta moeda para ter boa sorte, além de oferecê-la em templos em santuários durante a prece.

10 yens
Reverso: ramos de pinheiro. O pinheiro é uma árvore considerada divina, representando a constância, vitalidade e longevidade.
Anverso: Templo Byodo-in em Kyoto.
Zoom:

50 yens
Reverso:
Anverso: flores de crisântemo, que representa a Família Imperial do Japão.
Zoom:

100 yens
Reverso:
Anverso: flores de sakura. Não há nada mais japonês do que as flores de sakura, às quais os japoneses adoram observar e admirar durante sua florescência no início da Primavera.
Zoom:

500 yens
Reverso: bambu e laranja mandarina
Anverso: flor Paulownia
Zoom:

Abaixo, as minhas moedas:

De todas as moedas de yen que eu tenho, a mais velha é uma 1円, que eu tinha ganhado antes de ir viajar para o Nihon. O ano de cunhagem dela é 昭和三十年, que se lê Shōwa sanjū-nen, e significa “Ano 30 da Era Shōwa”. Ou seja, 1955!

Chaveirinhos da Hello Kitty – Todaiji

8 de maio de 2010 - sábado - 14:17h   •   Categoria(s): Cultura japonesa

Todaiji ou Tōdai-ji (東大寺 – Grande Templo do Leste) é um templo budista localizado na cidade de Nara, no Japão. O daibutsuden (大仏殿 – Hall do Grande Buda) é a maior construção de madeira do mundo, e abriga o Grande Buda, chamado pelos japoneses de Daibutsu (大仏).
Foi construído no Século VIII.
O que impressiona no Todaiji não é só a beleza ou a importância histórica/cultural, mas também o tamanho. Reparem ao fundo, as portas do edifício, e vejam como as pessoas parecem formiguinhas.
Dando um zoom somente em uma das portas, dá pra se ter noção da grandeza do lugar.
Imagino que todo mundo que visita o Todaiji tenha dificuldades para conseguir mostrar em foto o quão gigantesco é o Daibutsu. Na foto abaixo, estou eu no canto esquerdo e mais 2 pessoas, perto do “muro” branco. Percebem que este muro é mais alto que um ser humano, certo? Notem também a cerquinha de madeira vermelha logo em cima.
As medidas do Buda são:
Altura: 14,98 m
Rosto: 5,33 m
Olhos: 1,02 m
Nariz: 0,5 m
Orelhas: 2,54 m
Na época, eu dizia que a mão do Buda devia ser da minha altura, achando que o Buda era tão grande que podia se comparar ao meu extraordinário tamanho. Haha, tolinha… Essa mão deve ter pelo menos o dobro da minha altura!
Como eu não achei nenhuma figura que prestasse na internet, eu tirei foto de um desenho que tem no meu guia sobre o Japão, que mostra a estrutura do prédio e do Buda. Lembram do muro branco e da cerquinha vermelha, logo em frente à estátua? Estão vendo também no desenho? Agora dá pra ter uma breve noção do tamanho, né?

Comentando Livros #34

1 de outubro de 2009 - quinta-feira - 18:18h   •   Categoria(s): Comentando Livros

Título: A Assustadora História da Medicina
Autor:
Richard Gordon
Ano:
1993
Descrição:
Uma narrativa bem-humorada da longa trajetória da ciência médica . Esta sátira elegante tem como objeto os esforços do homem para superar as limitações de sua natureza, frágil e vulnerável, em uma escalada nem sempre intencional, mas que o levou a decifrar os mistérios do corpo e chegar à mente humana, com Freud e a psicanálise. Num divertido passeio pelos domínios da medicina, você terá a oportunidade de ver surgir diante de seus olhos admirados o médico amador, o barbeiro-cirurgião, os cirurgiões de ‘mantos longos’, a mulher lutando contra a rejeição à sua atuação na área médica. É com bom humor que Richard Gordon mostra como a humanidade sofreu com a falta de informação ou com o mau uso dela, acentuando a cada momento, os enormes erros cometidos pelos especialistas no trato das doenças ao longo do tempo. Estas histórias reais certamente provocarão risadas suficientes para conservar a boa saúde.
Escala-Lia:
Comentário:
É um livro bastante interessante, cheio de informações e histórias curiosas. Tão cheio que você começa a achar que há informações demais, detalhes demais, nomes demais, datas demais. Talvez eu tenha comprado esse livro no ano do lançamento, 1993, e só fui terminar de ler mesmo no ano passado. Não que eu estivesse lendo ao longo de todos esses anos, é lógico, mas eu sempre tentava ler e sempre me cansava da quantidade de detalhes. Só consegui terminar porque eu percebi que não adiantava me prender às miudezas, e procurei me divertir com as curiosidades relevantes.