Tag: ‘kanji’

Pop Kanji #11 – judô

2 de maio de 2010 - domingo - 17:22h   •   Categoria(s): Pop Kanji

= jyuu = suave, gentil, brando
= dou = caminho, filosofia
O kanji 柔 é usado na palavra 柔らかい (やわらかい – yawarakai), que significa macio, soft, tenro.

Hanko: carimbo japonês

29 de abril de 2010 - quinta-feira - 21:20h   •   Categoria(s): Cultura japonesa

Vocês já devem ter visto por aí esses carimbos japoneses, em vermelho, com kanjis estilosos. São os hanko (判子 – はんこ), que são usados no Japão como assinatura.
Sim, no Japão, as assinaturas em documentos e contratos são obrigatoriamente feitas com estes carimbos, ao invés de canetas.
Eles podem ser de 3 tipos: comum para documentos simples, o usado para bancos e transações financeiras e o registrado oficialmente na prefeitura, que identifica legalmente a pessoa.

O primeiro pensamento que deve ter se passado na cabeça de vocês é: e a falsificação? Como prevenir?
Estes carimbos podem ser vendidos em lojas de 100-yen (百円ショップ), milhares deles, só procurando pelo seu de acordo com a ordem alfabética. Logicamente, como são feitos aos montes, os carimbos serão iguais.
Este meu, eu justamente comprei em um hyakuen shoppu. Veja como não tem nada de mais no kanji…

O que os japoneses fazem para evitar a clonagem é comprar os hanko em lojas especializadas, podendo ser feitos artesanalmente.
Eu comprei um outro, não me lembro muito bem onde, provavelmente em Kyoto, no Kinkakuji. Este era de madeira, aparentemente entalhado a mão, e custou bem mais caro.
O jeito estilizado do kanji também é uma forma de impedir a confecção de uma cópia idêntica.

Nos próximos posts, em algumas fotos (principalmente aquelas relacionadas a assuntos da cultura japonesa), eu vou substituir os 3 sakuras da parte superior à direita pelo carimbo, rs…

Pop Kanji #10 – ninja

20 de março de 2010 - sábado - 12:58h   •   Categoria(s): Pop Kanji

010-ninja = nin = carregar, esconder, espionar, furtivo, ocultar
= jya = pessoa, praticante
Segundo o jisho.org, ninjas eram pessoas do Japão feudal que usavam o ninjutsu com o propósito de espionagem, assassinato, sabotagem etc.
O kanji de nin também é usado na palavra shinobi (忍び ou しのび), que é sinônimo de ninja. O kanji de jya é o mesmo que o sha de gueixa.
Informações sobre espadas ninja, ninjutsu, shurikens e ninjas mulheres, no Wikipedia.

Kanji é fichinha!!

20 de fevereiro de 2010 - sábado - 14:12h   •   Categoria(s): Cultura japonesa

Eu acho que posso afirmar, em nome de todos que estudam nihongo, que kanji com certeza é o maior dos nossos problemas ao aprender o idioma.
A minha sensei sempre me fala: “Lia, não é necessariamente imprescindível que você tenha que saber escrever os kanjis. Mas você tem que saber identificá-los.”
Mas o que ela quis dizer é que não é apenas saber ler. Um exemplo é quando você vai escrever em nihongo no computador, e aparece aquele monte de opções pra você escolher um kanji. Saber escolher o correto é ’saber identificá-los’.
E como fazer pra aprender a identificá-los de modo mais rápido e com mais ’segurança’?
A sensei me deu a dica de fazer fichinhas. Ela mesma fez durante o tempo em que foi bolsista no Nihon e disse que eram ótimas pra estudar enquanto se estava no trem ou no metrô por exemplo. A diferença é que lá no Nihon devia ter fichas do tamanho certo, com furos e argola para carregá-las juntas, na bolsa por exemplo.
As minhas… bem… eu tive que adaptar. =)

Na frente, eu colo o kanji impresso.
Atrás eu escrevo o significado do kanji em português, as leituras kun’yomi e on’yomi, e alguns usos comuns.
Pra fazer, eu comprei aquelas fichas pautadas que vendem em qualquer papelaria grande. Corto-as no meio e furo no canto.
Os kanjis, eu imprimo vários em uma folha qualquer.
Por enquanto tem poucas. Quando essa pilha quintuplicar, eu fico feliz. XD
Bom estudo e boa diversão!

Do trampo pro nihongo

10 de janeiro de 2010 - domingo - 15:09h   •   Categoria(s): Cultura japonesa

Alguns fins-de-semana atrás, eu passei a tarde inteira de um sábado quebrando a cabeça pra montar um banco de dados que me facilitasse o estudo de nihongo.
Aquilo que eu faço no pop kanji, de pegar as palavras e quebrar nos seus kanjis, vendo o significado de cada um, pra entender melhor o sentido da palavra, eu curto fazer com todas as palavras que me aparecem pela frente. Conforme elas iam aparecendo no meu livro de estudo, eu as procurava no jisho.org e registrava em um caderno, à mão mesmo.
Só que eu vi que ao longo do tempo, eu ia me deparar com 2 problemas:
- Cada vez mais, as palavras que eu fosse registrar iam ter kanjis repetidos, que eu já havia escrito algum outro dia, quando registrei alguma outra palavra. Quantas vezes eu escreveria o mesmo kanji na mão?
- Quando o caderno tivesse zilhões de palavras registradas, como eu ia fazer para consultar novamente alguma palavra que eu tivesse esquecido o significado?

Mas Lia, e por que você não usa só o jisho.org pra procurar sempre que você precisar?

Pois é, então… O jisho.org é sensacional, mas lá você tem que fazer esse processo em 2 fases: encontrar a palavra (na parte do Words) e depois pedir pra abrir por kanjis (Kanji details). E mesmo assim, a visualização não é imediata, pois tem um monte de informação que você não precisa e fica ocupando espaço.

O que eu queria era apenas isso, ó… Exemplo:

自動車 = じどうしゃ = jidousha = automóvel

自 = a si próprio
動 = mover
車 = carro, veículo

Aí o meu sangue de MIS* começou a falar alto (em pleno sábado de tarde!!), pensando em montar um banco de dados, e isso e aquilo, que cruza as bases e traz o resultado da consulta através de um relatório puxado por um formulário e blablablá.
O problema é que eu não mexo com relatórios tão complicados que nem outros colegas meus. Então eu não tenho conhecimento suficiente em Access pra fazer os monstrinhos que eles fazem.
Passei uma tarde de sábado inteira consultando o F1 do programa, procurando coisa na internet, fazendo mil cruzamentos de teste. Só parei porque a Galera ia na casa do Mariya.
Pior que quando eu tava voltando pra casa, me deu um estalo de solução, que me fez ficar na madrugada de sábado pra domingo pra resolver a bagaça. Mas pelo menos resolvi e fiz funcionar!

Basicamente são uma tabela de Excel e um banco de dados de Access combinados.
Eu começo na tela abaixo…
…digito a palavra que quero pesquisar……e o resultado traz a palavra em hiragana, o significado em português, o kanji e as suas quebras, de modo bem mais rápido e objetivo do que o jisho.org.O único problema é que EU tenho que inserir as palavras nesse banco de dados. Mas é beeeem melhor do que um caderno, hein! =)

*MIS = Management Information System. É o que eu faço no trabalho. Sou de uma equipe que mexe com informações gerenciais, relatórios, transforma dados crus em algo útil pra possibilitar tomadas de decisões.